SEMI – Aula 11

Publicado por Ricardo Gaúcho Em 28 agosto 2017 Comentários desativados em SEMI – Aula 11
Tech tipsComputer Tricks

SEMI-EXTENSIVO

 

Capilares e as Veias:

1. Os CAPILARES, depois que nutriram os tecidos, começam seu caminho de volta para o coração.

2. Os CAPILARES vão se fundindo entre si formando as VÊNULAS (pequenas veias).

3. As VÊNULAS, por sua vez, vão se fundindo entre si formando as VEIAS.

4. As diferentes VEIAS do corpo vão se fundindo entre si para formar a VEIA CAVA INFERIOR.

5. As VEIAS da cabeça vão se fundindo entre si para forma a VEIA CAVA SUPERIOR.

6. As VEIAS CAVA chegarão ao átrio direito do coração para o sangue reiniciar seu ciclo circulatório.

___________________________________________

___________________________________________

11.01. [c]

Destruição das paredes internas dos alvéolos que ocorre no enfisema reduz a área de contado com o ar. Assim, como menor área de contato com o ar, menor serão as trocas respiratórias entre o sangue e o ar.

____________________ 

11.02. [e]

Os cílios movimentam o muco em direção a faringe, Neste movimento o muco transporta as impurezas do ar que ficaram aderido.

____________________

11.03. [a]

1- Veias cava (sangue venoso)

2- artéria pulmonar (sangue venoso)

3- veias pulmonares (sangue arterial)

4- artéria aorta (sangue arterial).

____________________ 

11.04. [a]

a)(V)

b)(F) As válvulas impedem o refluxo de sangue nas veias. O estímulo da contração do coração é dado pelos nódulos atrioventricular e sino-atrial (ver figura acima).

c)(F) Pelo contrário. É do sistema nervoso central (SNC) de onde partem os comandos para a contração da musculatura cardíaca. O SNC controla os nódulos cardíacos

d)(F) A oxigenação dos miocárdio se dá a partir das artérias coronárias que se desenvolvem na superfície externa do coração. O sangue bombeado pelo coração não serve para nutrição do tecido cardíaco. Este sangue é apenas bombeado. Depois que ele sai do coração, pela artéria aorta e segue pelas coronárias, aí sim, ele está disponível para alimentar as células do músculo cardíaco.

e)(F) No lado direito do coração sai sangue venoso pela artéria pulmonar em direção aos pulmões.

____________________

11.05. [e]

a)(F) Nem sempre uma veia transporta sangue carbonado (rico em CO2). Lembre das veias pulmonares que trazem sangue arterial dos pulmões para o coração.

b)(F) Artérias e não veias levam sangue do coração para os tecidos. Veias e não artérias trazem sangue dos tecidos para o coração.  

c)(F) As veias apresentam grande número de válvulas que impedem o retorno do sangue ao coração.  

d)(F) As artérias são mais elásticas que as veias, uma vez que suportam maiores variações de pressão.

____________________

11.06. [d]

O número 6 indica uma ramificação um pouco menor de um brônquio. Esta ramificação, por sua vez, vai ramificar mais ainda formando os bronquíolos, finíssimos canalículos que levam o ar até o alvéolo onde, finalmente, ocorrerá as trocas respiratórias entre o sangue e o ar.

____________________ 

11.07. [e]

Os cílios movimentam o muco em direção a faringe, Neste movimento o muco transporta as impurezas do ar que ficaram aderido.

____________________

11.08. [b]

A estrutura comum ao sistema respiratório e digestório é a faringe e não a LARINGE, como afirmado. A LARINGE é uma estrutura cartilaginosa exclusiva do sistema respiratório e é nela que estão localizadas as pregas vocais (antigamente chamadas de cordas vocais).

____________________

11.09. [a]

Como o ar está mais rarefeito em grandes altitudes, a disponibilidade de gás oxigênio é menor. Ao longo das semanas de adaptação, a produção de hemáceas aumenta na medula óssea a fim de aumentar a capacidade de absorção deste gás pelo sangue.

____________________

11.10. [b]

b)(V) A circulação SISTÊMICA ou grande circulação se dá no sentido coração–corpo–coração (VE – pulmão – AE).

d)(F) Observe que o enunciado fala em relação à GRANDE circulação ou circulação SISTÊMICA. Apesar de ser verdadeiro o que está escrito nesta alternativa, não é resposta para o teste, uma vez que diz respeito à PEQUENA circulação e não a SISTÊMICA como diz no comando.

____________________

11.11. [b]

a)(F) No lado esquerdo do coração circula sangue arterial e não sangue venoso.

c)(F) As válvulas do coração têm por função impedir o refluxo do sangue.

d)(F) O sangue é oxigenado nos alvéolos pulmonares e não nas paredes do coração como afirmado.

e)(F) Trata-se exatamente do contrário, isto é, a separação das cavidades do coração é o que dá controle do volume de sangue que será bombeado para os pulmões (lado direito) e para o corpo (lado esquerdo).

____________________

11.12. [c]

(01–V) As paredes dos ventrículos apresentam uma musculatura forte o suficiente para bombear o sangue para os pulmões (pequena circulação) e para o corpo pela artéria aorta (grande circulação).

(02–F) o átrio, de paredes relativamente fina quando comparadas às paredes dos ventrículos (que fazem mais força e apresentam paredes mais espessas e musculosas).

(03–V) eliminação do gás carbônico e absorção de gás oxigênio são fenômenos que ocorrem durante a hematose nos alvéolos pulmonares.

(04–F) O sangue retorna dos tecidos do corpo em direção ao lado direito do coração pelas veias cavas e não por artérias como afirmado.

_____________________

11.13. [a]

(2–F) A contração dos ventrículos, direito e esquerdo, garante a saída do sangue, respectivamente, para a artéria pulmonar (E) e para a artéria aorta não veia aorta como afirmado.

(3–F) O sangue venoso que sai dos rins é levado ao átrio direito do coração pela veia cava inferior (B), e a artéria aorta e não veia aorta traz para os rins (e para outros órgãos) o sangue arterial.

____________________ 

11.14. 15[01, 02, 04, 08]

01.(V) Um dos efeitos da fumaça do cigarro é a paralisação temporária das atividades dos CENTRÍOLOS das células do epitélio ciliado da traqueia e dos brônquios. A química do cigarro inibe uma serie de enzimas que operam nesta organela citoplasmática.  Quando sentimos o cheiro do cigarro de um fumante ou quando o próprio fumante inala a fumaça de seu cigarro, os cílios das vias respiratórias paralisam por cerca de 15 a 20 minutos.  Nestes períodos de paralisia ciliar, os movimentos de drenagem do muco paralisam e a limpeza das vias respiratórias fica alterada.

04.(V) O inchaço é resultante da inflamação provocada pelo micro-organismo.

08.(V) Ao redor dos bronquíolos existe uma certa quantidade de músculos lisos que, quando contraídos, fecham os bronquíolos e dificultam a entrada de ar para os alvéolos. Isto é uma forma de defesa dos animais. Imagine que um leão entre numa zona de incêndio na savana. A enorme quantidade de fumaça da região pode intoxicá-lo e matá-lo antes que ele consiga fugir. A contração desta musculatura dos bronquíolos impede que este ar tóxico chegue aos alvéolos e contamine o sangue com toxinas.  Claro que não é um processo de defesa que dure muito tempo, mas, pelo menos, dá uns três ou quatro minutos de vantagem para o leão achar um caminho e fugir da região carregada de fumaça. Este mecanismo de defesa está em todos os mamíferos até hoje, incluindo, é claro, nós mesmos. Reações alérgicas como asma se explicam por este mecanismo. Certas pessoas são sensíveis a perfumes, pelos de animais, fumaça, poeira, etc. Estes alergênicos, quando em contato com os bronquíolos, desencadeiam a contração muscular e os bronquíolos são fechados. Algo como se fosse o leão na zona de incêndio da savana.

______________________

11.15. [d]

II.(F) O CO se associa à hemoglobina formando a carboxiemoglobina, um composto quimicamente estável que desfavorece a ligação da hemoglobina ao oxigênio.

III.(F) É justamente o oxigênio ligado à hemoglobina que será disponibilizado para as células e desse modo o sangue materno chega à placenta com taxas normais de oxigênio.

IV.(V) A constrição dos vasos sanguíneos maternos, provocada por outros componentes nocivos presentes no cigarro, diminui o aporte de sangue à placenta, e desse modo reduz-se a quantidade de oxigênio e nutrientes que chegam ao feto.

V.(V) Com menos oxigênio e menos nutrientes, o desenvolvimento do feto é mais lento, e a criança chegará ao final da gestação com peso abaixo do normal.

____________________

11.16. [a]

Na medida em que o ar do saco plástico vai sendo inalado, a quantidade de gás oxigênio vai diminuindo, uma vez que o sangue vai absorvendo, e a quantidade de CO2 no saco plástico vai aumentando, uma vez que os alvéolos estão expulsando este gás do sangue para o ar que vai para o saco plástico pelas vias aéreas.

Na medida em que o saco vai apresentando menos gás oxigênio, a tendência deste gás passar do interior do saco para o sangue vai diminuindo.

Como o CO2 está aumentando no ar do saco, o CO2 do sangue vai tendo cada vez mais dificuldade de sair pelos alvéolos e tende a se acumular no sangue, o que explica o aumento de ácido carbônico no sangue.

____________________

11.17. 25[01, 08, 16]

(02)(F) A concentração de CO2 e não a de O2 que tem um papel crucial no controle do pH sanguíneo. Lembre que o excesso de CO2 leva a acidose do sangue, o que estimula o centro respiratório a ativar os processos de inspiração e expiração.

(04)(F) É no bulbo raquidiano onde está localizado o centro respiratório (CR) e NÃO no hipotálamo como afirma o item 04.

_____________________

11.18. [d]

A amostra I corresponde ao sangue arterial devido à alta pressão parcial (pO2) de gás oxigênio e a baixa pressão parcial de gás carbônico. Lembre que, quanto maior a pressão parcial de um gás em um ambiente, maior será a concentração de gás neste ambiente. Os gases sempre tendem a ir de onde tem maior concentração de gás para onde tem a menor concentração de gás. Assim, pela pressão parcial, é possível ter ideia da quantidade de gás que abunda em um meio.

a)(F) A amostra I corresponde ao sangue arterial. Sangue arterial, por sua vez, pode ser encontrado na artéria aorta ou nas veias pulmonares. Não há sangue arterial na artéria pulmonar. A artéria pulmonar leva sangue venoso para os pulmões.

b)(F) Veias pulmonares transportam sangue ARTERIAL dos pulmões para o átrio esquerdo do coração.

c)(F) No pulmão, a pO2 do ar encontrado no interior dos alvéolos é MAIOR que a pressão parcial do sangue que chega a esse órgão. Assim, o gás oxigênio passa do ar para o sangue durante a hematose. Os gases sempre tendem a ir de onde tem maior concentração de gás para onde tem a menor concentração de gás.

d)(V) A amostra I pode ter sido obtida de veias pulmonares que chegam ao coração trazendo sangue oxigenado. Este sangue será usado para irrigar o próprio coração e outros órgãos quando sair do ventrículo esquerdo pela artéria aorta.

_____________________

11.19. [b]

Uma vez que a digestão vai ser acelerada com a ingestão de comida, é de se esperar que o sistema circulatório envie mais sangue para o sistema digestório para garantir uma melhor absorção do material digerido.

______________________

11.20.

a) A gordura que se acumula nas paredes internas das artérias leva a uma redução do diâmetro interno das mesmas. Com essa redução, menos sangue consegue passar e fluir para os tecidos do corpo.

b) As artérias são ricas em tecido elástico, o que permite que elas se dilatem com a pressão exercida pelo sangue. Os componentes das artérias que tornam possível esta flexibilidade são os músculos lisos e as fibras conjuntivas elásticas que formam as paredes das artérias.

_____________________

11.21.

a) A transformação de sangue venoso em sangue arterial não é feita pelo coração. Este processo é chama- do de hematose e ocorre nos alvéolos pulmonares.

b) Tanto no átrio direito como no ventrículo direito, circula sangue venoso. Já no átrio esquerdo e no ventrículo esquerdo, circula sangue arterial.

c) A hematose é um processo que ocorre nos alvéolos pulmonares. A hematose consiste num processo de trocas gasosas entre o sangue e o interior dos alvéolos. Por um processo de difusão simples, o gás oxigênio alveolar passa para o sangue e o gás carbônico do sangue passa para o ar no interior do alvéolo.

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Os Comentários Estão Fechados.