Aula 25

Publicado por Ricardo Gaúcho Em 15 junho 2010 3 Comentários
Tech tipsComputer Tricks

____________________ 

____________________ 

 

25.01. [a]

 A diabetes insípida está relacionada com o hormônio antidiurético liberado pela hipófise. Com a baixa produção deste hormônio, os rins eliminam muita água do sangue. Com isso, a concentração do sangue aumenta e, por consequência, a concentração de glicose no sangue também aumenta, caracterizando o caso de diabetes.

____________________ 

25.02. [e]

Descrição da anatomia fundamental do sistema urinário humano.

____________________

25.03. [c]

Em princípio, proteínas e glicose não estão presentes na urina de uma pessoa normal.

 ____________________

25.04. [b]

Uma das funções do fígado é transformar amônia altamente tóxica em ureia. A amônia, por sua vez, sendo um composto nitrogenado, é resultado da degradação, principalmente, de proteínas, que acontece no corpo humano. Açúcares e lipídios não possuem nitrogênio em sua composição molecular.

____________________

25.05. [a]

Com menos ADH liberado pela hipófise na corrente sanguínea, ocorrerá menos reabsorção de água nos túbulos renais. Com menos reabsorção de água nos túbulos renais, a urina será mais abundante e diluída.

 ____________________

25.06. [a]

b)(F) Macromoléculas como proteínas, anticorpos e hormônios não passam pelo filtro do glomérulo. Sendo assim, não são reabsorvidas no túbulo do néfron.  

c)(F) Alça de Henle – reabsorve para o sangue principalmente a água. O líquido em seu interior apresenta sais minerais.

d)(F) Macromoléculas como proteínas, anticorpos e hormônios não passam pelo filtro do glomérulo. Sendo assim, não são reabsorvidas no túbulo do néfron. 

e) Túbulo coletor – reabsorve água da urina para o sangue por efeito do hormônio ADH. Não há reabsorção de hemáceas. Não faz o menor sentido reabsorver células.

 ____________________

25.07. [e] 

c)(F) A maior parte da reabsorção de água se dá no TUBO COLETOR devido a ação do hormônio ADH (antidiurético). Este hormônio torna a parede do Tubo Coletor mais permeável à agua. Assim, uma grande quantidade de água sai da urina que desce pelo tubo coletor e entra na corrente sanguínea, o que evita a diurese intensa e problemas de desidratação. Lembre que o ADH

…  tira água da urina para o sangue!

…  tira água da urina para o sangue!

…  tira água da urina para o sangue!

e)(V) A reabsorção nos túbulos proximal e distal se dá contra o gradiente de concentração, isto é, a reabsorção se dá do meio MENOS concentrado (urina primária) para o meio MAIS concentrado (sangue ao redor do túbulo). Assim, este transporte exige gasto de energia – transporte ativo.

____________________

25.08. [e]

O álcool contido em bebidas alcoólicas, INATIVA o hormônio ADH. Com isso, o rins reabsorvem menos água do filtrado glomerular. Aumenta o volume de urina produzida e o sangue se desidrata mais, aumento sua concentração.

____________________

25.09. [e]

A maior presença de sal no sangue implica numa maior retenção de água a fim de manter a concentração normal. O álcool contido em bebidas alcoólicas, inativa o hormônio ADH. Com isso, o rins reabsorvem menos água do filtrado glomerular. Aumenta o volume de urina produzida e o sangue se desidrata mais, aumento sua concentração.

 ____________________

25.10. [d]

O aumento da permeabilidade do túbulo coletor à água contribui para diminuir a diurese (perda de água pela urina). A redução do volume de água eliminada torna a urina presente nos ureteres mais concentrada e menos abundante.

 ____________________

25.11. [d]

A droga A é filtrada do sangue para o interior da cápsula renal. A droga B é transportada ativamente, com gasto energético, da arteríola eferente para o interior do túbulo contorcido distal.

 ____________________

25.12. [a]

O hormônio antidiurético (ADH) promove a reabsorção de água do líquido presente no túbulo renal para o sangue. Com isso, o sangue fica mais hidratado e com uma pressão osmótica menor.

 ____________________

25.13. [c]

I – (F) A manutenção das taxas normais de glicose no sangue (glicemia) é tarefa, principalmente, dos hormônios insulina e glucagon, produzidos pelo pâncreas.

II – (F) A reabsorção de glicose para o sangue pelas paredes do túbulo renal não impede que a concentração desse açúcar diminua no filtrado glomerular. Quando o sangue passa pelo glomérulo, ele será filtrado, independente do que o resto do túbulo reabsorva.

 ____________________

25.14. 29 [01, 04, 08, 16]

02) Lembre que o fígado transforma a amônia (muito tóxica) em ureia (menos tóxica) por meio do ciclo da ornitina. Assim, não se espera a presença de amônia na urina de uma pessoa normal e com o fígado saudável.  

 ____________________

25.15. [d]

Com a ingestão e absorção de grande quantidade de água, a pressão osmótica do plasma sanguíneo irá DIMUNUIR e não aumentar, inibindo a secreção de ADH pela hipófise. Assim, com menos ADH na corrente sanguínea, mais água será eliminada do sangue pelos rins, mantendo a concentração sanguínea normal.  

 ____________________

25.16. [b]

No processo de formação de urina, no néfron, acontece vários processos.

Dentre eles:

(1) os processos de filtração (1) na cápsula do néfron (formação da urina primária), a reabsorção ativa de solutos como glicose, aminoácidos e sais (2), a reabsorção passiva de água, por osmose e a secreção ativa de íons H+ e K+ nos túbulos renais.

____________________

25.17. 30 [02, 04, 08, 16]

01.(F) A amônia não é armazenada em função da sua extrema toxidade. Ela é transformada em ureia por ação do fígado (ciclo da ornitina).

02.(V) Quanto mais sódio presente no sangue, maior será a concentração do sangue. Quanto maior for a concentração do sangue, maior será sua pressão osmótica e mais água será absorvida por osmose por este sangue. Assim, quanto mais sódio no sangue, mais água será retida no organismo, o que afeta decisivamente o balanço de líquidos no corpo, como afirmado no item 02.

04.(V) A desaminação é a etapa em que o nitrogênio é  retirado do aminoácido glutamato, pela enzima Glutamato desidrogenase, gerando uma molécula inorgânica: a amônia (NH3), que também existe na sua forma protonada: íon amônio (NH4+). A produção de amônia gera um sério problema fisiológico porque essa molécula é extremamente tóxica. Talvez por isso a desaminação oxidativa esteja restrita apenas a um tecido: o fígado. E é exatamente o fígado o único tecido que tem a capacidade de metabolizar essa amônia convertendo-a em uréia uma molécula de baixa toxicidade e de alta solubilidade, muito adequada para a excreção via urina.

16.(V)

Cãibras (ou câimbras) são contrações involuntárias e dolorosas de um músculo esquelético. Elas são mais frequentes nos músculos das panturrilhas, mas podem ocorrer em outros grupos musculares tais como coxas, mãos, pés, pescoço, etc.

Ocorrem usualmente durante a noite ou durante exercícios físicos extenuantes. Elas estão relacionadas ao acúmulo de ácido lático e podem aparecer em casos de hipocalcemia, hipopotassemia e baixa oxigenação.

A câimbra ainda é objeto de estudo, mas é certo que o espasmo é de origem neuromuscular. Um músculo isolado, levado a um estado de “hiperencurtamento”, permanece em contração por algum tempo, a menos que seja forçado a se estender novamente, gerando dor.

Quais são as causas das câimbras?

Quando um músculo se contrai ele dispara cargas elétricas dentro do cérebro. Essas cargas alteram o equilíbrio de sódio e potássio da célula. O músculo então se contrai involuntariamente e ocorre a contração muscular. A câimbra está relacionada à carência de nutrientes como o magnésio, encontrado nos vegetais de folhas verdes escuras (couve, rúcula, escarola, espinafre, agrião etc.), nos grãos (feijão, lentilha, grão-de-bico etc.) e cereais integrais. São necessárias também boas condições de oxigenação para evitar as câimbras.

Quais são os fatores que podem desencadear as câimbras?

• Cansaço muscular, por praticar excessivamente algum esporte, ficar muito tempo em pé ou carregar um peso por longo tempo, como na gravidez, por exemplo. Outra possibilidade durante a gestação é a pressão que o úteroexerce sobre os nervos que vão até as pernas.

• Grandes perdas de sódio e de líquidos e a escassez de minerais como o cálcio, o magnésio e o potássio em circulação no sangue.

• Excesso de fósforo (presente em frios, salgadinhos e refrigerantes).

• Diabetes mellitus, doenças neurológicas ou problemas vasculares.

Como evitar as câimbras?

• Alongar-se antes de dormir.

• Evitar passar muito tempo de pé ou sentado e tentar não usar salto alto.

• Se tiver de ficar sentado por longos períodos, movimente o tornozelo e os dedos dos pés.

• Comer alimentos ricos em cálcio e potássio (banana, suco de laranja, água de coco, etc.).

• Evitar refrigerantes, pois contêm bastante fósforo.

• Beber muito líquido para ficar hidratado durante o exercício.

• Repor níveis de sódio durante os exercícios e transpiração abundante.

• Assegurar uma recuperação nutricional adequada.

• Descansar os músculos após um treino intenso.

Existem soluções rápidas para câimbras já instaladas?

• Alongar a massa muscular afetada.

• Respirar profundamente.

• Massagear a área afetada (ajuda a diminuir a dor e melhora a circulação).

• Estimular a recuperação (descanso e reidratação com líquidos que contenham eletrólitos).

• Colocar compressa quente ou tomar um banho quente.

• Caminhar um pouco.

 

 ____________________

25.18. [c]

Os processos de oxidação de carboidratos que ocorrem, principalmente nas mitocôndrias durante a produção de energia para a célula, produzem subprodutos como gás carbônico e água.

Já o metabolismo de compostos nitrogenados como proteínas e ácidos nucleicos, por exemplo, produzem derivados de amina (NH2) que, por sua vez, darão origem à excretas nitrogenadas como amônia, ureia e ácido úrico.

____________________

25.19.

Primeira etapa: o sangue sofrerá filtração nos filtros microscópicos do aparelho (análogo ao que acontece no glomérulo).

Segunda etapa: aminoácidos, glicose, água, sais minerais, vitaminas e outras moléculas necessárias serão reabsorvidas, semelhantes à reabsorção do túbulo do néfron.

 ____________________

25.20.

a) 1 e 3.

b) 1 e 4.

c) Glicose. Os monossacarídeos consumidos e absorvidos para a corrente sanguínea do atleta durante a corrida não são eliminados pela urina ou pelo suor. Esses açúcares são metabolizados pelas mitocôndrias a fim de fornecer energia para a atividade do corredor.  

 ____________________

 

3 Comentários até ao momento.

  1. Leticia Machado disse:

    Professor, por que a C da questão 7 está errada?? Vlwww

  2. Luanna disse:

    Professor, na questão 17- alternativa 04- não seria a ureia formada no fígado a partir da amônia ?

Deixe o seu comentário


Tema traduzido por Wordpress Total.