Aula 18

Publicado por Ricardo Gaúcho Em 15 junho 2010 Sem Comentários
Tech tipsComputer Tricks

 18.01. [A]

Lactase é uma enzima que digere a lactose (açúcar encontrado no leite).

A lactase é uma enzima digestiva presente no suco entérico ou suco intestinal. Esse suco digestório  é produzido por glândulas exócrinas do intestino delgado.

____________________

18.02. [A]

Absorção de água – ocorre, principalmente no intestino grosso (V)

A bile, responsável pela emulsão das gorduras, é produzida pelo fígado (I), armazenada na vesícula biliar e liberada no duodeno pelo canal colédoco.

____________________

18.03. [C]

O Pâncreas produz, dentre várias enzimas, as lipases – enzimas que digerem as gorduras.

____________________

18.04. [A]

Analisar a figura do tubo digestório apresentado no material didático.

____________________

18.05. [A]

Sem a bile que emulsiona as gorduras, a digestão destas moléculas ficará bastante prejudicada.

Lembre que a bile transforma massas de gorduras em micropartículas gordurosas. Com isso, as enzimas conseguem uma maior área de ação, o que acelera os processos de digestão das gorduras.

____________________

18.06. [B]

a)(F) Quimo é a massa de alimento presente no estômago e não na boca como afirmado.

c)(F) Bolo alimentar encontra-se na boca e não no estômago – massa branca acidificada e semilíquida é uma referência ao quimo e não ao bolo alimentar que é neutro ou levemente ácido.

d)(F) A bile é a secreção produzida pelo fígado e não pelo pâncreas. Além disto, a bile não contém enzimas digestivas. Lembre também que vitaminas não são digeridas, uma vez que são moléculas relativamente pequenas. As vitaminas são simplesmente absorvidas pelas paredes do intestino.

____________________

18.07. [A]

I.(F) As glândulas salivares secretam enzimas digestivas que atuam exclusivamente na boca iniciando a digestão de AMIDO e não digerindo os lipídios. Os lipídeos serão digeridos no intestino por ação das lipases do suco pancreático.

III.(F) A bile, secretada pelo fígado, é essencial para a emulsão de gordura e não absorção normal de proteínas digeridas. As proteínas não são absorvidas, primeiro elas são digeridas até serem quebradas em seus aminoácidos. 

____________________

18.08. [D]

a)(F) O amido é um alimento que sofre digestão parte na boca e parte do intestino delgado. No estômago, no entanto, o amido quase não sofre digestão.

b) O corpo humano não produz enzimas capazes de digerir a celulose.

c) A bile não digere as gorduras, apenas faz a emulsão das massas gordurosas, o que facilita sua digestão dos lipídeos pelas lipases produzidas pelo pâncreas.

d)(V) As fibras estimulam o trânsito intestinal e ajudam o intestino a eliminar algumas toxinas, afastando o mal-estar provocado pela prisão de ventre.

____________________ 

18.09. [A]

O ducto comum, indicado na figura, permite que a bile produzida pelo fígado chegue no intestino e possa emulsionar as gorduras. Na medida em que este ducto fica obstruído, a bile não chega em seu destino.

Sem bile, a maioria das gorduras não serão digeridas e serão eliminas pelas fezes.

____________________

18.10. [C]

I- Saliva – rica em ptialina, amilase que transforma amido em maltose (dissacarídeo) na boca.

II- a pepsina é uma enzima que age sobre as proteínas, transformando-as em fragmentos, as peptonas.

III- os lipídeos, digeridos pelas lipases pancreáticas, são convertidos em ácidos graxos e glicerol.

IV- a maltose sofre ação da enzima maltase, liberada no suco entérico pelo intestino delgado.

____________________

18.11. [C]

____________________

18.12. [E]

O envoltório das células de boi é membrana plasmática. A membrana plasmática é composta basicamente de lipídios e proteínas (lembre do modelo mosaico-fluído de Singer e Nicholson para a membrana plasmática).

Assim, para digerir o envoltório celular de células animais, é preciso enzimas para lipídios (lipases) e proteínas proteases).

As células vegetais, por sua vez, têm como envoltórios a parede celular (composta por celulose) e a membrana plasmática (lipoproteica).

Assim, para digerir o envoltório celular de células vegetais, é preciso, além das enzimas para lipídios e proteínas, uma enzima para digerir a celulose da parede celular.

____________________

18.13. [D]

Carboidrases – enzimas que digerem carboidratos (glicídios).

Na medida em que aumenta a quantidade de carboidrases no organismo de ratos, a digestão de glicídios nestes animais se torna mais eficiente, o que, por sua vez, melhora a capacidade do organismo de absorver glicídios.

____________________

18.14. [B]

A quimotripsina ou quimotripsina é uma enzima produzida pelo pâncreas, secretada no duodeno e age na digestão de proteínas ao longo de parte do intestino delgado. A digestão no intestino de dá em pH em torno de 8 a 8,5 e não acima disto como 10 e 12.

____________________

18.15. [C]

2.(F) Duodeno é o início do intestino delgado e não o início do intestino grosso. Além disto, o suco intestinal (suco entérico) transforma o QUIMO que vem do estômago em QUILO e não quimo (estômago).

____________________

18.16. [C]

Assim como o pepsinogênio precisa do meio ácido para se converter em pepsina ativa e evitar a auto digestão das glândulas estomacais, o tripsinogênio, liberado pelo pâncreas para digerir proteínas no intestino, precisa de um ativador também. Neste caso, a conversão de tripsinogênio em tripsina se dá pela ação da enzima enteroquinase. Esta enzima é produzida pelas paredes do duodeno quando irritados pela acidez do quimo que vem dos estômago.

____________________

18.17. [E]

Quanto mais para o final do tubo digestório, maior será o número de bactérias no material intestinal.

____________________

18.18. [B]

a)(F) O estômago digere parcialmente as proteínas e não todo o alimento, conforme afirmado.

c)(F) Pelo contrário, com uma porção menor de intestino para agir, as enzimas saem prejudicadas e, portanto, a própria digestão intestinal se torna menos eficiente.

d)(F) Não tem o menor sentido esta afirmação.

(F) A absorção de carboidratos depois de digeridos ocorre no intestino delgado e não no estômago.

____________________

18.19.

a) O grupo 1 ingeriu carboidratos, porque para a sua digestão há necessidade da secreção de enzimas salivar (amilase salivar) e pancreática (amilase pancreática). O grupo 2 ingeriu proteínas, porque no estômago há secreção de enzima gástrica (pepsina) e de enzimas pancreáticas (tripsina e quimotripsina), que são proteases.

As enzimas secretadas são diferentes porque os alimentos ingeridos são de natureza química distintas e as enzimas apresentam especificidade de atuação, isto é, são específicas para a digestão de carboidratos ou de proteínas.

b) A secreção hepática (bile) permite a emulsão da gordura ingerida pelo grupo 3, facilitando a atuação da secreção pancreática, que contém a enzima fundamental (lipase) para a digestão de gordura.

____________________

18.20.

Porque as enzimas produzidas por cada órgão funcionam apenas em pH específico. A ptialina

na boca funciona apenas em pH neutro ou levemente ácido. A pepsina estomacal funciona exclusivamente em pH muito ácido. As enzimas do pâncreas e do suco entérico funcionam apenas em pH alcalino.

____________________

 

Deixe o seu comentário


Tema traduzido por Wordpress Total.