Aula 03

Publicado por Ricardo Gaúcho Em 15 junho 2010 12 Comentários
Tech tipsComputer Tricks

Aula 03 – Pirâmides Ecológicas e Dinâmica das Populações

 

03.01. [a]

FITO — prefixo para vegetal.

ZOO — prefixo para animal

Plâncton — seres aquáticos que não apresentam movimento próprio e são levados pelas correntes aquáticas. Ex.: algas, microcrustáceos, larvas de peixes, pequenos moluscos, etc.

Fitoplâncton diz respeito aos seres fotossintetizantes aquáticos que são arrastados pelas correntes; zooplâncton diz respeito a pequenos animais aquáticos que são arrastados pelas correntes.

____________________ 

03.02. [a]

A base é o começo, o início, o fundamento de uma estrutura. Assim, a base de uma pirâmide alimentar está representada pelos seres autótrofos ou produtores. Eles representam a base porque sustenta todos os níveis acima com energia e matéria orgânica.

____________________

03.03. [d]

A base de uma pirâmide é representada por vegetais e não um animal. Além disto, cobras não comem capim e gafanhotos não são predadores de cobras. 

____________________

03.04. [c]

A energia SEMPRE diminui ao longo de uma cadeia alimentar na medida em que vai se perdendo para o ambiente na forma de calor. Na medida em que a energia vai sendo usada pelos seres vivos, ela se converte em calor e será perdido pelo corpo. Pense no calor que sentimos em nossa pele. Este calor é resultado da atividade mitocondrial que gera trabalho no interior de nossas células. Este calor acaba sendo perdido para o exterior.

____________________

03.05. [b] 

____________________

03.06. [c] 

____________________

03.07. [c]

Lembre que os animais nunca param de comer, seja dia ou noite. À noite, no entanto, a fotossíntese cessa e a maior parte da produção de biomassa vegetal também cessa. Os animais continuam comendo, mas a biomassa vegetal só vai diminuindo. Extraordinariamente, por curtos períodos de tempo durante à noite, a biomassa de zooplâncton (animal) pode ficar um pouco maior que a biomassa do fitoplâncton (vegetal). Claro que isso não se sustenta por muito tempo. Assim que o dia nasce e a energia solar penetra na água, a fotossíntese começa a toda força e as biomassas se invertem. 

____________________

03.08. [e]

I.(F) Quando as sardinhas se alimentam do zooplâncton (pequenos animais próximos à base das cadeias alimentares) elas consomem energia do segundo nível trófico que, por sua vez, contém, menos energia armazenada que o primeiro nível trófico, o nível das algas.

Lembre que a energia disponível sempre diminui na medida em que passa de um nível trófico para outro. Assim, variando a dieta, varia também a quantidade total de energia disponível.

____________________

 03.09. [c]

A pirâmide dos números pode ser invertida.

Veja o exemplo:

1 árvore grande → 20 passarinhos → 10.000 piolhos 

____________________

03.10. 29 (01, 04, 08, 16)

02.(F) O conjunto de fatores ambientais que limita o crescimento das populações é representado pela resistência do meio — secas, inundações, ação de predadores, doenças provocadas por parasitas, queimadas, mudanças climáticas são fatores que tornam a vida dos organismos mais difíceis, o que dificulta sua permanência e reprodução no ambiente.

32.(F) A densidade de uma população DEPENDE diretamente das taxas de natalidade e mortalidade, assim como das taxas de emigração e imigração.

Lembre que a densidade tem a ver com a quantidade de indivíduos por metro quadrado. Caso uma espécie tenha uma baixa natalidade ou uma grande mortalidade, a quantidade de indivíduos por metro quadrado será alterada e a DENSIDADE será afetada.

____________________

03.11. [b]

a)(F) A curva a representa tendência de crescimento da população e não seu crescimento real. Em princípio, qualquer população tende a crescer ao infinito, como indica a curva A. Na prática isso não acontece, uma vez que os recursos como alimento e espaço são limitados, o que impede o crescimento infinito proposto pela curva A;

b)(V) A curva B mostra o que realmente está acontecendo com a população em cada momento. Assim, a curva B representa o tamanho populacional máximo suportado pelo meio;

c)(F) O crescimento da densidade populacional indica que existe cada vez mais indivíduos por metro quadrado. Quanto mais organismos numa mesma área, mais competição, mais brigas, mais mortes, menos comida, menos água, mais doenças. Nestas condições a vida fica mais fácil ou mais difícil? Mais difícil. Isso significa, portanto, que a resistência do meio aumenta e não diminui como e afirmado;

d)(F) A taxa de crescimento indicado pela curva A é MUITO MAIOR no período [0, t1] do que a curva B. Observe o gráfico com atenção;

e)(F) As ordenadas das interseções da reta C com a curva B representam o número MÉDIO de indivíduos. Observe que a curva indica a média de indivíduos do período.

 ____________________

03.12. [a]

a)(V) O crescimento da densidade populacional indica que existe cada vez mais indivíduos por metro quadrado. Quanto mais organismos numa mesma área, mais competição, mais brigas, mais mortes, menos comida, menos água, mais doenças. Nestas circunstâncias competitivas a vida fica mais difícil. Nestas condições de escassez, muitos organismos vão embora, isto é, emigram em busca de outras áreas com melhores chances de sobrevivência. Com a saída deste indivíduos emigrantes, a população diminui. Com menos indivíduos numa área, menor será a densidade;

b)(F) Observe, dois padrões de curvas, o que elas representam e como são denominadas.

c)(F) A capacidade de suporte do ambiente representa o máximo de indivíduos que um ambiente consegue sustentar e manter, por isso chama-se de capacidade de suporte do ambiente. Assim, a capacidade de suporte do ambiente determina a densidade máxima de indivíduos que uma população pode atingir. Contrário do que é afirmado;

d)(F) A migração se dá entre populações de MESMA espécie. Os patos migram para lá. As baleias migram para cá. Quando pensamos em migrações estamos pensando naquele grupo específico que estamos estudando, ou seja, migrações de eres de mesma espécie;

e)(F) A imigração é um fenômeno no qual os indivíduos CHEGAM numa determinada região. Quem sai de sua terra natal é um emigrante e não imigrante, como afirmado. 

____________________

03.13. [14(02, 04, 08)]

01)(F) A pirâmide está na posição normal e não invertida.

____________________

04)(V) 0,2 de sapos + 0,8 de gafanhotos = 1,0 de consumidores.

Agora é só fazer uma regra de três:

500 = 100%

      1 = x%

500x = 100 … x= 100/500 … x= 0,2

 ____________________

08)(V) 500/0,2= 2.500 … 0,8/0,2= 4

… O que dá uma proporção de 1:4:2.500

 ____________________

16)(F) 0,8/0,2 = 4, isto é, a variação de biomassa do consumidor primário para o consumidor secundário é de 400%.

O crescimento, no entanto foi de 300%.

300% de 0,8 – exatamente 0,6 – Temos inicialmente uma massa de 0,2.

Para chegar a 0,8 é necessário somar 0,6, que corresponde ao crescimento de 300% que efetivamente ocorreu. 

____________________

 03.14. 27 (01, 02, 08, 16)

04.(F) Quando a serpente come o peixe na cadeia:

fitoplâncton → moluscos → peixes → serpente,

         produdor                   c. primário         c. secundário        c. terciário

ela se comporta como consumidor de terceira ordem.

16.(V) Observe que na figura apresentada existe a possibilidade de três cadeias alimentares distintas:

A pirâmide da cadeia 3, a maior, segundo o enunciado, será:

Observação: Lembre que os DECOMPOSITORES (fungos e bactérias) não tem uma posição definida. Eles atuam decompondo todos os níveis tróficos, isto é, eles atua decompondo todos os degraus da pirâmide de qualquer cadeia alimentar possível. Assim, os decompositores não podem ser representados pelo último degrau da pirâmide. Eles ficar de fora da representação.

Como o enunciado fala em pirâmides de números e ENERGIA, não podíamos considerar os decompositores no topo em função de sua enorme quantidade. Claro que existe trilhões e trilhões de bactérias decompositoras, mas, no nível delas, a energia é sempre menor que nos níveis anteriores dos animais e plantas que elas decompõe. A pirâmide abaixo seria FALSA:

____________________

03.15. [e]

d)(F) O produtor não é o único elo indispensável para uma cadeia alimentar sobreviver ao longo do tempo. Sem a presença dos decompositores a vida seria inviável. Graças a eles a matéria pode ser reciclada e a vida constantemente renovada. Sem os decompositores, a matéria orgânica dos cadáveres não se decomporia. Os cadáveres ficariam intactos caídos no chão. Pense quantos milhões de toneladas de folhas já caíram no solo de sua cidade nos últimos milhões de anos. Sem os decompositores todo este material estaria ali, caído no chão. Teriam camadas de centenas de metros de altura de seres vivos mortos sem decomposição o que, sem dúvida inviabilizaria a vida.

e)(V) Uma vez que os consumidores primários estão próximos à base de suas cadeias alimentares, pode-se afirmar que variações nestas populações afetam bastante todas as demais populações de níveis tróficos superiores que dependem delas para sobrevivência. 

____________________

03.16. [d]

Faz sentido afirmar que em épocas de chuva a biomassa vegetal aumenta e em épocas de seca, a biomassa diminui. Isso pode ser representado através de gráficos diferentes, dependendo da época do ano. Claro que uma biomassa vegetal menor que a biomassa animal somente pode ocorrer por curtos períodos de tempo. 

____________________

03.17. [c]

A taxa de crescimento absoluto da espécie B é igual a 15.000 indivíduos/dias.

 

Crescimento Absoluto

Variação do número de indivíduos em um determinado período:

taxa de crescimento absoluto = (Nf – Ni) / t

Ni = n° de indivíduos no início do período considerado

Nfn°  de indivíduos no final do período considerado

t = duração do período considerado.

 .

taxa de crescimento absoluto = (Nf – Ni) / t

    30.000 / 2 dias = 15.000 / dia

 .

II. (F) O potencial biótico da espécie A é maior que o da espécie B.

.

Crescimento RELATIVO

A variação do número indivíduos de uma população em relação ao seu número inicial:

tx. de cresc. relativo = [(Nf – Ni) / Ni] / t

.

Crescimento RELATIVO

A … [(4000-1000)/1000] / 2 = 1,5

B … [(50000-20000)/20000] / 2 = 0,75

..

Quanto maior a taxa de reprodução, maior a capacidade de uma espécie sobreviver em seu ambiente.

Assim, quanto mais filhos são gerados, maiores serão as chances de a espécie se manter no ambiente.

Observe que o crescimento da espécie A é maior que o crescimento da espécie B.

A cresceu 400%, enquanto B, cresceu 250%.

____________

III.(V) A taxa de crescimento relativo da espécie A é igual a 1,5 indivíduos/dia enquanto que na espécie B é igual a 0,75 indivíduos/dia.

.

 Crescimento RELATIVO

A variação do número indivíduos de uma população em relação ao seu número inicial:

taxa de cresc. relativo = [(Nf – Ni) / Ni] / t

[(4000-1000)/1000] / 2 = 1,5

[(50000-20000)/20000] / 2 = 0,75

 _________

IV.(V) As taxas de crescimento absoluto nos mostram que, no período considerado, o aumento da população da espécie B foi 10 vezes maior que o da população da espécie A; entretanto, a espécie B cresce em ritmo menos acelerado que a espécie A.

.

ESPÉCIE A     3.000 / 2 dias = 1.500 / dia

ESPÉCIE B   30.000 / 2 dias = 15.000 / dia

.

Crescimento RELATIVO

A … [(4000-1000)/1000] / 2 = 1,5

B … [(50000-20000)/20000] / 2 = 0,75

 ____________

V.(F) ESPÉCIE B   30.000 / 2 dias = 15.000 / dia 

____________________

03.18. [e]
.

2004 ⇒ 25 – 12 + 15 – 09 = 19
.

2005 ⇒ 24 – 10 + 18 – 11 = 21
.

2006 ⇒ 26 – 14 + 16 – 08 = 20
.

2004 ⇒ 20 – 15 + 14 – 09 = 10
.

2005  22 – 14 + 15 – 13 = 10
.

2006 ⇒ 24 – 12 + 17 – 09 = 20
.

2004 ⇒ 18 – 12 + 12 – 08 = 10
.

2005 ⇒ 19 – 15 + 14 – 11 = 07
.

2006 ⇒ 21 – 14 + 13 – 05 = 15
.

2004 ⇒ 15 – 08 + 07 – 04 = 10
.

2005 ⇒ 16 – 11 + 09 – 03 = 11
.

2006 ⇒ 13 – 09 – 06 + 03 = 07
.

____________________

03.19.

a) Sim, uma vez que o termo “produtor” não faz referência à produção de energia.

O termo “produtor” diz respeito à produção de matéria orgânica a partir de matéria inorgânica absorvida do ambiente ao longo da fotossíntese; (Obs.: para o aluno – Os vegetais, por exemplo, retiram água, sais minerais e gás carbônico do ambiente e PRODUZEM matéria orgânica – glicose)

b) Os decompositores obtêm energia a partir de todos os níveis de um ecossistema, uma vez que eles decompõem qualquer organismo morto ou resto biológico, independentemente do nível trópico a que pertence.

____________________

03.20.

a) Plantas – 1° nível trófico; gafanhoto – 2° nível trófico; pássaro – 3° nível trófico; gavião – 4° nível trófico.

b) A população de plantas tende a diminuir, uma vez que os gaviões vão fazer diminuir o número de pássaros.

Com a redução do número de pássaros, haverá um aumento na população de insetos que, por sua vez, vão consumir um número maior de plantas.

____________________

12 Comentários até ao momento.

  1. Cristiano disse:

    Olá. Sobre a questão 14 da aula 3. Item 8. Se a taxa de renovação do fitoplancton for superior a do zooplancton, como poderia a biomassa do 2 nível trófico superar a do 1?

  2. Marcella disse:

    Sobre a questão 3.20 se eu colocasse na prova os nomes dos níveis ao invés de mencionar a colocação numérica do nível estaria errado?

    • Ricardo Gaúcho disse:

      Não entendo o que tu queres dizer por “nome do nível” … escreve e manda como seria a tua resposta para eu te orientar.
      Abraçãozãobão!!!!!!

  3. Matias disse:

    Ola professor. A respeito da questão 3.07, a alternativa -d) não pederia se encaixa com o grafico 3?

  4. Paloma disse:

    Questão 03.14 item 16. A cadeia de número não teria o topo maior por ser composta de bacterias e fungos?

  5. michel disse:

    professor sobre a questão 03.06, fala sobre número relativo de indivíduos, fiquei um pouco confuso, no caso existe mais cotia no mundo do que árvore?

  6. John disse:

    Professor, na questão 03.15 por que não pode ser a alternativa D ?

Deixe o seu comentário


Tema traduzido por Wordpress Total.